A fadiga é o cansaço físico e mental gerado por esforço intenso ou contínuo. Pode prejudicar as atividades diárias tanto no âmbito escolar quanto profissional.

Há muitos fatores que influenciam esse quadro, como excesso de trabalho e estudo, alimentação pobre em nutrientes, má qualidade do sono, falta ou excesso de exercício e também depressão. O uso excessivo das novas tecnologias também pode causar fadiga.

Alguns sintomas são:
– cansaço persistente;
– irritabilidade, impaciência;
– diminuição da memória e da concentração;
– dificuldade em executar tarefas habituais;
– sono superficial e/ou não reparador;
– dores musculares.
O diagnóstico é baseado na identificação dos sintomas, no tempo de duração e no grau de comprometimento, descartando outras enfermidades com sintomas semelhantes. A reversão da fadiga inclui mudança nos hábitos de vida, como incentivo e orientação para atividade física, hábitos regulares de sono, alimentação balanceada e, quando for o caso, controle no tempo de uso das novas tecnologias. O médico deve ser consultado se a fadiga for persistente e/ou for acompanhada de outros sintomas.