Ansiedade social

A ansiedade social é um transtorno que pode acometer crianças, adolescentes e adultos, e gera grande sofrimento. Caracteriza-se por intensa ansiedade diante de situações de interação social e/ou de realização de atividades sob a observação de outras pessoas, mesmo com a percepção do próprio indivíduo de que se trata de uma reação exagerada e irracional. Muitas vezes, a ansiedade e o desconforto físico (palpitações, suor, tremor, palidez) iniciam-se mesmo antes de a circunstância temida ocorrer – ansiedade antecipatória -, o que prolonga ainda mais o sofrimento.

Nas pessoas com ansiedade social existe uma sensação muito frequente de estarem sendo avaliadas, julgadas, criticadas ou ridicularizadas pelos outros. Em geral, são pessoas perfeccionistas, muito exigentes consigo próprias e com baixa autoestima. Situações comumente temidas são falar, escrever, comer em público, ser fotografado, ir a eventos sociais e interagir com desconhecidos. Muitas vezes, as situações que sabidamente desencadeiam as crises de ansiedade acabam sendo evitadas, podendo dar lugar a um retraimento social importante, o que pode interferir seriamente na qualidade de vida. Como uma alternativa de interação social mais tolerável, a internet entra assumindo um papel importante.

Assim, as pessoas com fobia social tornam-se mais propensas para desenvolver o uso patológico da internet, como mostram inúmeros estudos sobre esse assunto. A internet viabiliza um contato social percebido como mais seguro por ser mais facilmente controlado pelo usuário. Além de controlar a exposição da sua identidade, o usuário pode incrementá-la e modificá-la como quiser, o que pode acabar reforçando os frequentes sentimentos de baixa autoestima. Enquanto o mundo virtual vai ficando cada vez mais interessante, suprindo (muitas vezes de forma artificial, mas rápida e fácil) a pessoa daquilo de que necessita (como autoestima e segurança), o interesse pela sua realidade vai se perdendo progressivamente.

Ao mesmo tempo que a Internet pode auxiliar as pessoas com ansiedade social a se arriscarem mais, a se sentirem mais confiantes e consequentemente vencerem com mais facilidade algumas das situações temidas, ela pode também intensificar a timidez e o retraimento social através da imersão em um mundo menos temido. Porém sair deste novo mundo pode ser um desafio ainda maior.

Outros transtornos de ansiedade também estão associados ao uso patológico da Internet, como o transtorno de ansiedade generalizada, o transtorno obsessivo-compulsivo, o transtorno de estresse pós-traumático e as fobias simples.