O educador

O educador possui um papel essencial na relação dos jovens com as tecnologias. Por conviver com diversos alunos, pode ser mais simples para ele conhecer, por exemplo, quais tipos de jogos e redes sociais estão fazendo maior sucesso entre os adolescentes. Ainda que estejam exercendo uma função de autoridade, a figura do professor não carrega o mesmo peso da dos pais. Isso pode facilitar a comunicação com os alunos, já que os jovens poderão se sentir mais à vontade para conversar na escola do que em casa sobre a forma como utilizam as tecnologias. O conhecimento, por parte do educador, do que mais atrai os jovens nas tecnologias pode inclusive ser útil para o desenvolvimento das aulas.

Um outro ponto importante é a relação que o educador estabelece com seus alunos através das redes sociais. Apesar de não existirem regras claras sobre como administrar as relações nas redes sociais, é importante ter em mente que o educador é um modelo para seus alunos, por isso comportamentos cuidadosos podem ser de grande valia para os jovens.

O educador terá uma função importante na detecção de situações nas quais o aluno já estiver apresentando prejuízo no rendimento da aprendizagem ou mesmo nas relações sociais em função de um uso intenso do computador, celular ou jogos eletrônicos. Dessa forma, para que o professor possa ser um agente de saúde, é importante que suas preocupações e observações acerca do comportamento dos alunos sejam discutidas junto às demais esferas da escola e aos pais.