A escola, o espaço virtual e a tecnologia

A escola é um espaço de aprendizagem, conhecimento e socialização. As gerações de crianças e adolescentes que atualmente frequentam a escola já nasceram convivendo com as novas tecnologias, e o mundo virtual já faz parte do seu dia a dia. Definitivamente não é mais possível pensar o espaço escolar separado dessas mudanças.

O ambiente escolar se estende além dos muros da escola, não há mais “a escola real” e “a escola virtual”. O real e o virtual não são mundos opostos ou isolados, afinal as interações escolares ocorrem simultaneamente em ambos os mundos.

Diante disso a escola busca se atualizar e incorporar novas tecnologias na educação, e muitas escolas e professores têm conseguido dialogar mais com os alunos sobre a utilização destas tecnologias. Apesar de ainda não conseguirmos dimensionar o impacto das novas tecnologias na educação dos jovens, percebemos que o incrível acesso às informações proporcionado pela internet tem repercutido diretamente nas relações professor-aluno, aluno-aluno e professor-pais.

Neste contexto o papel do educador é o de sempre estabelecer um espaço de reflexão crítica sobre os principais impactos dessas tecnologias no ambiente escolar, na produção de conhecimento, nas relações sociais e em outros tantos aspectos da vida das crianças e adolescentes. A escola possui um papel essencial na constituição deste espaço de reflexão, pois ela é, muitas vezes, a principal fonte de informações e orientações para os pais sobre como estão seus filhos e sobre o que tem acontecido no universo dos jovens.

É na esfera educacional que se manifestam os primeiros prejuízos relacionados ao uso excessivo de jogos eletrônicos e redes sociais. Geralmente o professor é quem vai identificar a sonolência e a falta de atenção e concentração que ocorrem quando o jovem passa a madrugada jogando ou conversando com os amigos na internet. O desinteresse pelos estudos aumenta, e o rendimento piora significativamente. Nessas situações é a escola que faz o alerta aos pais de que algo está diferente, para que eles possam avaliar melhor o que está acontecendo.